quarta-feira, 20 de maio de 2009

Epitáfio

aqui jaz Leid.
Que viveu intensa e profundamente
A vida alheia
Que sofreu, chorou
Doou-se aqueles que estavam ao seu redor
Que enxugou lágrimas e extraiu sorrisos
Que pensava estar sozinho
Que acreditava no próximo
Mas nunca acreditou em si mesmo
Que acreditava na amizade
Mesmo sem nunca ter se sentido a vontade em chamar alguém de amigo
Que amou e foi amado
Que por ser bom, foi odiado
Que escondia sua tristeza atrás do mais belo sorriso que tinha
E assim esquecer a dor de viver uma vida sem cor
Esculpida como se fosse uma noite sem estrelas que nunca verá o sol
Que deixou inconsoláveis
Familiares e amigos
E os anjos do Céu em júbilo
Saúdam sua chegada
Tão precoce, mas tão esperada
Por não haver mais lugar para ele
Aqui

2 comentários:

Veriana Lima disse...

A morte nada mais é do que uma passagem que todos nós temos que fazer, é a única certeza que temos, o resto é ilusão!!

Sebastiana disse...

eu adoro todas as poesias do Epitafio.
ele e de drx,os poemas dele e tao emoçonante
tem uns que eu sempre choro.
tem tudo a ver comigo.
valeu por mida essa oportunidade.
bjs.
vc e DRX.

Related Posts with Thumbnails