terça-feira, 2 de junho de 2009

Volta a luz e o vento
Que um dia irá soprar
Traz de volta a calma
Pra um tormento maior que o mar


Canto pra vida a morte
Que um dia irá me beijar

Contemplo a aurora triste
Desfeita em cinzas sobre o altar

Afaga minha dor
Que corta meus sonhos em duas partes
Leva-me pra longe
E nas asas do destino encontrarei minha sorte

Trago um sorriso perdido em minha face
Sem forças, carisma, afeto ou desvelo
Trago um olhar triste, aflito, sem amor
Que revela minha dor, enquanto o amor ainda nasce

Volta a luz e o tempo, vejo o mar
Contemplo a aurora alegre, canto pra vida
Espero o momento de me encontrar
Quando a tristeza , maior que a vida
Irá se acalmar

4 comentários:

Shirley Cavalcante disse...

escrevendo belissimo como sempre
;*

Alberto Zivesky disse...

Fiquei um tempo afastado de seu blog, mas agora que voltei, vejo que você continua escrevendo coisas maravilhosas.


abraço amigo

Wanessa Telly disse...

"Canto pra vida a morte
Que um dia irá me beijar
Contemplo a aurora triste
Desfeita em cinzas sobre o altar"

profundo, lindo...

Shirley Cavalcante disse...

falta atualizar hein

Related Posts with Thumbnails